HISTÓRICO DAS VACINAS E VACINAÇÕES (ABRANGENDO OS ÚLTIMOS 50 ANOS).


HÁ 50 ANOS, NADA OU MUITO POUCO SE SABIA A RESPEITO DE VACINAS. UMA AMIGUINHA DE JARDIM DE INFÂNCIA FOI MORDIDA POR UM CACHORRO (RAIVOSO) E PRECISOU TOMAR 21 INJEÇÕES NA BARRIGA...
OUTROS TANTOS CASOS FORAM RELATADOS, EM PESSOAS MAIS VELHAS.


AS PRIMEIRAS VACINAÇÕES DE QUE EU TENHO LEMBRANÇA SÃO AS ANTIRÁBICAS, COM VACINAS LIOFILIZADAS (UM FRASCO GRANDE DO QUAL ERAM ASPIRADOS OS ML NECESSÁRIOS PARA VACINAR CÃES (GERALMENTE 01 ML) E QUE ERAM APLICADOS PERIODICAMENTE NOS CÃES, VINHAM VACINADORES COM UMA KOMBI E ENTREGAVAM UM COMPROVANTE. (NAQUELA ÉPOCA VETERINÁRIO ERA ARTIGO DE LUXO).


A PRÓXIMA VACINA DE QUE SE TEM NOTÍCIA (NACIONAL) ERA A TRÍPLICE, CONTRA CINOMOSE, HEPATITE E LEPTOSPIROSE, QUASE NINGUÉM MANDAVA VACINAR OS CÃES.


HÁ 30 ANOS ATRÁS, POUCOS MANDAVAM VACINAR OS CÃES COM A TRÍPLICE. E QUANDO VACINAVAM, ERA SÓ PARA OS CÃES DE RAÇA.
SÓ DE 25 ANOS PARA CÁ, COM O APARECIMENTO DE MUITAS DOENÇAS NOVAS (PARVOVIROSE, CORONAVIROSE, ADENOVIRUS TIPO II) A OPÇÃO DE VACINAR (PELO MENOS ENQUANTO FILHOTE) AUMENTOU DE FREQUÊNCIA, HÁ 14 ANOS ATRÁS AINDA ERA ASSIM COM UMA MINORIA. E A REVACINAÇÃO ANUAL OBTEVE MAIOR NÚMERO DE ADEPTOS A PARTIR DE ENTÃO. (PORQUE PARA MUITOS, CÃO QUE NÃO SAI DO QUINTAL E NÃO TEM CONTATO COM OUTROS, NÃO "PEGARIA" DOENÇA, E TAMBÉM O CÃO IDOSO NÃO SERIA ACOMETIDO POR DOENÇAS OUTRORA VISTAS SÓ EM FILHOTES).

TUDO ISSO ACABOU OCORRENDO, PROVANDO àS PESSOAS QUE A IMUNIDADE CAI SEM REVACINAÇÃO E O CÃO IDOSO TAMBÉM NÃO FICA IMUNE PARA SEMPRE.
ATUALMENTE AS PESSOAS PEDEM TODAS AS VACINAS PARA OS SEUS ANIMAIS, E EU OS ACONSELHO A VACINAR DE ACORDO COM OS PERIGOS DE EXPOSIÇÃO : SEM RISCO DE EXPOSIÇÃO NÃO HÁ RISCO DE "PEGAR". NÃO CONTRAINDICO, PORÉM NÃO HAVENDO NECESSIDADE, NÃO RECOMENDO. POIS TODA VACINA É UM PRODUTO BIOLÓGICO E TODO PRODUTO BIOLÓGICO PODE CAUSAR REAÇÃO NO ORGANISMO.

ENTÃO, PARA QUE CORRER RISCOS DESNECESSÁRIOS ?

EM GATOS, QUE SÃO GENETICAMENTE SENSÍVEIS A QUALQUER APLICAÇÃO SUBCUTÂNEA (NÃO SÓ DE VACINAS, TAMBÉM DE OUTROS PRODUTOS), DEVEMOS FAZER UMA SELEÇÃO DE APLICAÇÕES CONFORME A NECESSIDADE.


FILHOTES SAUDÁVEIS, VERMIFUGADOS E BEM ALIMENTADOS, JÁ CASTRADOS, E QUE VÃO MORAR EM APARTAMENTO PARA  NUNCA  SAIREM DE LÁ, NÃO PRECISAM SER VACINADOS, POIS O RISCO DE UM SARCOMA PÓS-VACINAL, MESMO QUE PEQUENO, NÃO VALE A PENA CORRER. SE O PROPRIETÁRIO LEVÁ-LO EM VIAGENS, HOTELZINHO, MUDANÇA DE DOMICÍLIO, VACINÁ-LO TRINTA DIAS ANTES. E SE ACASO O PROPRIETÁRIO TRABALHAR EM PESQUISA OU LOCAL ONDE MANUSEIA GATOS (QUE PODEM ESTAR DOENTES E O PROPRIETÁRIO VEICULAR-LHE DOENÇAS), A VACINAÇÃO DEVE SER REGULAR.


AS PRIMEIRAS VACINAS EM GATOS ALÉM DA ANTIRÁBICA, FORAM A VACINA TRÍPLICE IMPORTADA, DEPOIS A QUADRUPLA E QUINTUPLA, E AGORA UMA QUADRUPLA CONJUGADA COM ANTIRÁBICA SEM ADJUVANTE.


EM CAVALOS A VACINAÇÃO TAMBÉM É DE ACORDO COM A NECESSIDADE. E SEM DÚVIDA A ANTITETÂNICA É OBRIGATÓRIA.

 

AS VACINAS MAIS CONHECIDAS ATÉ HOJE EM CÃES E GATOS É, SEM DÚVIDA, A ANTIRÁBICA. E ERA A ÚNICA VACINA EXISTENTE ANTIGAMENTE.

COM O ADVENTO DE CRIAÇÃO DE CÃES DE RAÇAS IMPORTADAS, OUTRAS VACINAS FORAM SENDO DESENVOLVIDAS ( TRÍPLICE, DEPOIS QUINTUPLA, ÓCTUPLA E´DÉCUPLA, A "V 10") ALÉM DE OUTRAS. POIS HÁ 20 ANOS HAVIA QUEM SÓ VACINAVA OS CÃES DE RAÇA...

COM O APARECIMENTO DA IMPORTAÇÃO DE NOVAS DOENÇAS, HOUVE O DESENVOLVIMENTO DE
NOVAS VACINAS (FELIZMENTE), PARA PROTEGER OS CÃES (E GATOS), E A NECESSIDADE DE VACINAÇÕES MAIS ABRANGENTES.

ATUALMENTE TODAS AS PESSOAS QUE TÊM CÃES PROCURAM VACINÁ-LOS CONFORME O PERIGO DE EXPOSIÇÃO (àS DOENÇAS).

EM FELINOS A RECOMENDAÇÃO DE VACINAÇÃO SEGUE OUTROS CRITÉRIOS, POIS ELES SE MOSTRAM GENETICAMENTE SENSÍVEIS A APLICAÇÃO DE PRODUTOS SUBCUTÂNEOS.. PODENDO DESENVOLVER UM SARCOMA NA REGIÃO DE APLICAÇÃO. MAIORES INFORMAÇÕES COM
O VETERINÁRIO QUE ACOMPANHA O ANIMALZINHO.

EM CAVALOS, O CRITÉRIO DE VACINAÇÃO OBEDECE TAMBÉM O PERIGO DE EXPOSIÇÃO,
A FINALIDADE DA CRIAÇÃO (REPRODUÇÃO/ CAMPEONATOS/ EQUITAÇÃO/ LASER/ ESPORTE/ EXPORTAÇÃO), PORÉM É PRATICAMENTE 100 % OBRIGATÓRIA PARA TODOS ELES A VACINA CONTRA O TÉTANO, POIS BACILO CONVIVE NO ESTERCO E NA TERRA AO SEU
REDOR, EXISTINDO UM PERIGO 100 % DE CONTÁGIO. A ENCEFALITE A VIRUS É UMA VACINA TAMBÉM BASTANTE DIFUNDIDA, POIS AS AVES (POMBOS) PODEM TRANSMITÍ-LA.

AS VACINAS CONHECIDAS PELA SUA PREPARAÇÃO/FABRICAÇÃO/APRESENTAÇÃO SÃO : INATIVADA / VIRUS VIVO MODIFICADO / ATENUADA.

EU DOU PREFERÊNCIA àS INATIVADAS (MORTAS), QUE PEDEM PELO MENOS UM REFORÇO MESMO EM ADULTOS NUNCA VACINADOS
TRÊS SEMANAS APÓS A PRIMEIRA APLICAÇÃO. ISTO É UMA REGRA GERAL.

OUTRAS INFORMAÇÕES SERÃO OBTIDAS COM O VETERINÁRIO QUE ACOMPANHA O ANIMAL.


Dra. Angélica Úrsula Landau
CRMV-SP 02736
CRMV-j 09904
 
 




Telefones:  (11) 9 8323-2253 (TIM) Whats App (11) 9 6902-2607 (Vivo)

(15) 3249-2314

e-mail adell1703@hotmail.com

ou

contato@canildellpropuppies.com.br


  Site Map