Agora as nossos filhotes, vermifugados e vacinados, corretamente nutridos e com os dentinhos em fase de troca, estão próximos de sua fase púbere e
muito próximos ao primeiro cio.
Muitas vezes, por desconhecimento ou por descuido, acabam emprenhando e os proprietários se desfazem delas, prenhes ou após a parição juntamente com a ninhada. Livram-se de um problema e criam outro.
Atualmente se preconiza a castração precoce, antes do primeiro cio.
Estudos revelam que este procedimento previne futuras patologias de útero, ovários e cânceres de mama na fêmea (cadela e gata), além de evitar ninhadas indesejadas.
Quanto aos cães machos, a castração precoce previne a hiperplasia prostática benigna e suas implicações futuras nos cães adultos acima de 4 anos, como cistites por retenção urinária (a próstata aumentada comprime a uretra e a  urina fica parcialmente retida na bexiga ) favorecendo infecções (urina residual).
Nos gatos machos é recomendável esperar o maior tempo possível para realizar a castração, pois a sua uretra está no desenvolvimento máximo de seu lumen (diâmetro) por volta de 1 ano e 2 meses. Normalmente aguarda-se até o sétimo mês em média, pois neste período ele começa a querer sair para passear e demercar território. Nos gatos machos não se tem casos na literatura de hiperplasia prostática.


Dra. Angélica Úrsula Landau
CRMV-SP 02736
CRMV-j 09904
 
 




Telefones:  (11) 9 8323-2253 (TIM) Whats App (11) 9 6902-2607 (Vivo)

(15) 3249-2314

e-mail adell1703@hotmail.com

ou

contato@canildellpropuppies.com.br


  Site Map